Skip to content

Recensão crítica: “Thucydides and Documentary History”

FOX, Robin Lane, “Thucydides and Documentary History”, The Classical Quarterly, vol. 60, nº. 1, Cambridge University Press, Maio 2010, pp. 11-29.

Autor de inúmeros artigos e livros dedicados à História Antiga, Robin Lane Fox é um classicista inglês, professor emérito e reader da Universidade de Oxford, colecionando já alguns prémios literários relativos aos trabalhos que escreveu sobre Alexandre, o Grande, Antiguidade Tardia ou o período arcaico da Grécia Antiga. Nesta região, Fox também estudou e se debruçou sobre Tucídides, historiador que nos deixou um relato extenso e quase completo sobre a guerra do Peloponeso, ocorrida no último terço do séc. V a.C.

O artigo que escolhemos analisar visa precisamente o texto que Fox dedicou a Tucídides, onde é abordada uma das várias ramificações possíveis nas análises ao historiador grego e sua obra, nomeadamente a “estreia” da escrita histórica assente em citações diretas de documentos diplomáticos, um tipo de citações que, por exemplo no caso dos livros de Heródoto, antecessor quase imediato de Tucídides, não se encontram. Este é um dos campos onde os estudos Tucídidianos se aprofundaram nas últimas quatro décadas, com o raio de investigação que parte dos escritos do historiador a tornar-se cada vez mais amplo. Além do método, também os valores, modo de pensar ou dados antropológicos que nos deixou nos oito livros em que foi dividida a sua obra têm sido alvo de particular atenção, tal como o seu papel enquanto cientista político ou até psicólogo de multidões e da natureza humana.

Tendo Tucídides sido participante ativo no conflito sobre o qual escreveu, convém situá-lo no mesmo. O escritor grego foi um dos generais atenienses na Guerra do Peloponeso (433-404 a.C.), tendo sido responsabilizado por uma derrota na região da Trácia em julho de 424 a.C., da qual resultou a sua deposição e exílio de Atenas, onde regressaria apenas com o fim do conflito, em 404 a.C., muito perto da data da sua morte. Já o último livro que nos legou chega aos factos ocorridos até 411 a.C. A data de fixação das várias partes da História da Guerra do Peloponeso (HGP) será, ao que sabemos, uma das dúvidas que ficarão além da nossa geração, alimentando, no entanto, acessos debates e teorias desde há muito… [Continuar a ler]

Trabalho de seminário em Metodologia do Trabalho Científico – Mestrado em História Antiga. Nota final 18 valores

Anúncios

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: