Skip to content

Os grandes negócios do ano

Portugal está na moda e o tecido empresarial nacional espelha na perfeição essa realidade. Só no último ano, foram contabilizados mais de 7 mil milhões de euros entre fusões e aquisições de empresas – e este valor não inclui os muitos milhares de milhões que entraram na banca via aumentos de capital. Mas apesar da atenção mediática que os bancos receberam, foi na energia que se registaram os negócios e os reposicionamentos mais significativos, graças à subida do apetite pelas renováveis.

in: Forbes, edição de Dezembro

cover grandes negocios

Energia, distribuição, banca, saúde, agricultura, media, indústria vidreira… tudo mexeu um pouco. O ano de 2017 foi intenso no que toca à redefinição do tecido empresarial nacional. Dados da Bloomberg mostram que foram realizadas 77 operações de fusões e aquisições de empresas que movimentaram mais de 7 mil milhões de euros, valor que tem apenas em conta os negócios com valores oficiais e que implica mais do dobro do egistado em 2016, quando atingiu os 3 mil milhões de euros.

A importância sistémica do sector financeiro e os enormes custos que já trouxe para os contribuintes assegura o predomínio deste nas agendas ao longo dos anos, tanto à conta de dossiês finalmente encerrados ou abertos, como pelas recomposições accionistas ou bases que procuram lançar para um futuro pouco animador. O ano arrancou precisamente por aqui. O negócio não entra nas contas globais, já que não pressupôs qualquer alteração accionista, mas foi o dossiê que marcou o tom para 2017. Logo no início de Janeiro, a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD) foi desbloqueada [ver caixa] e o maior banco do sistema português viu os rácios reforçados para níveis (mais) adequados. E este avanço abriu a porta a novo reforço de capital do Banco Comercial Português (BCP).

Mesmo com o domínio da banca no espaço mediático, certo é que o sector da energia foi dos que mais reposicionamentos registou….. [texto completo na edição de Dezembro, da Forbes]

Anúncios

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: