Saltar para o conteúdo

Famílias e empresas compensam subida da dívida pública desde 2012

A dívida total do país voltou a níveis do final de 2012, abaixo de 700 mil milhões, apesar do Estado ter aumentado a sua dívida em 23 mil milhões

A economia portuguesa acumulava no final de Outubro deste ano dívidas que totalizavam 698,7 mil milhões de euros, o que equivale sensivelmente a 401% do produto interno bruto, segundo os dados do Boletim Estatístico de Dezembro do Banco de Portugal. O valor apurado em Outubro representa o regresso da dívida economia portuguesa a um valor abaixo dos 700 mil milhões de euros, fasquia ultrapassada no início de 2013. Em Dezembro de 2012, a dívida total dos sectores não financeiros públicos e privados do país estava aliás praticamente ao mesmo nível que o avançado agora para Outubro pelo Banco de Portugal – eram 697,9 mil milhões em Dezembro de 2012.

O regresso da dívida portuguesa a um valor não só abaixo de 700 mil milhões mas também aproximado do registado em Dezembro de 2012, esconde porém evoluções distintas entre os sectores privado e público do país desde então. Se as famílias e as empresas reduziram em 5,1% as suas dívidas desde o final de 2012 e até Outubro, o sector público – administrações e empresas – continuou a engordar o endividamento, acumulando uma subida de 8,6% até Outubro de 2014. Ou seja, a dívida total regressou à casa dos valores registados no final de 2012 porque a redução da dívida privada desde então compensou o aumento da dívida do Estado no período.

Privados: menos 22 mil milhões No final de 2012, as famílias e as empresas presentes em Portugal acumulavam uma dívida global de 433 mil milhões de euros, da qual a grande fatia era das empresas, com 63,4% do total, ou seja cerca de 275 mil milhões contra os 158,4 mil milhões das famílias residentes em Portugal.

A fase de maior aperto no acesso a crédito, quase reservado pela banca para as grandes empresas, conjugado com o agudizar do corte dos rendimentos dos particulares e do aumento do custo de vida global do país, terá forçado pelo menos parte desta dieta de crédito dos privados, tendência que se vem registando desde o eclodir da pior fase da crise, a chegada e a imposição das medidas da troika e do governo PSD/CDS. Mas o esforço dos privados desde o final de 2012 foi grande: as empresas passaram a dever menos 15,4 mil milhões (-5,6%) e as famílias menos 6,6 mil milhões (-4,2%).

No campo das dívidas dos particulares há porém a destacar um factor: desde o final de 2012 e até Outubro último, o total de crédito ao consumo cedido subiu 3,5%, ou mais 1 400 milhões de euros, totalizando agora 40,9 mil milhões. Apesar da subida face ao final de 2012, o total de créditos ao consumo que pesam sobre as famílias já estão a recuar desde o pico de 2013, quando chegou a 41,8 mil milhões.

Comportamento distinto nota-se no crédito à habitação, fruto do arrefecimento deste mercado e/ou da redução dos valores dos arrendamentos em algumas zonas e regiões do país. O crédito à habitação concedido passou de 118,8 mil milhões para 110,8 mil milhões entre Dezembro de 2012 e Outubro de 2014.

Público: mais 22,8 mil milhões A dieta de crédito com que o sector privado do país tem avançado contrasta, porém, com a evolução nos diferentes sectores do Estado. Ao contrário do prometido pelo governo e pela troika, que justificaram a austeridade com a urgência em baixar a dívida pública, desde a assinatura do memorando que essa mesma dívida não para de crescer, tendo o sector público não financeiro chegado a Outubro deste ano com uma dívida total de 287,5 mil milhões de euros, um aumento de 8,6% – ou mais 22,88 mil milhões de euros. É na Administração Central que se encontra o maior responsável pelo aumento de dívida, tendo hoje mais 10% de dívidas face a Dezembro de 2012.

in: Jornal i, 23 Dezembro 2014

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: