Saltar para o conteúdo

Banca de investimento aproveita hecatombe da PT para lucrar milhões

Os mesmos bancos são accionistas, assessores e analistas ao mesmo tempo

O banco é menos conhecido neste lado do Atlântico mas nem por isso a sua história deixa de ser relevante. O BTG Pactual é um dos bancos que tem apoiado a Oi no processo de absorção da Portugal Telecom, tendo ao longo do mesmo tornando-se accionista da Oi. Mas ao mesmo tempo que o fez, também tem utilizado a sua filial europeia, o BTG Pactual Europe, para ir amealhando alguns milhões de euros com a absorção e com a queda abrupta que tanto as acções da Oi como as da PT têm registado este ano.

A forma como isto ocorre é complexa e foi explicada pelo “Globo” recentemente. O BTG Europe aproveitando o facto de estar dentro da operação e de as duas operadoras estarem ambas ou individualmente cotadas no Brasil, Portugal e Estados Unidos – ou seja, em reais, euros e dólares – tem realizado múltiplas operações simultâneas de compra e venda de títulos das mesmas empresas nestas bolsas, comprando os títulos nas bolsas onde as cotações mais caem, vendendo–os de imediato nas bolsas onde menos caem – operação chamada de merger arbitrage. Assim, o BTG não só vai lucrando com a queda das operadoras, como em todo o processo nunca perde uma única acção das empresas, já que as compras e vendas de lotes de acções são instantâneas e não envolvem os próprios títulos detidos pela BTG.

Olhemos agora para o Morgan. A 17 de Outubro, este banco emitiu uma nota de análise sobre a PT. Avaliou a operadora em 0,79 euros por acção, menos 35% que a cotação da altura. Nesse dia, os títulos da PT, que já estavam em ligeira queda desde 15 de Outubro, entraram em colapso: cada acção perdeu 7%, continuando em degradação até dia 22 de Outubro, quando a cotação caiu abaixo de um euro.

Nem uma semana depois, o Morgan comprou um milhão de acções da PT quando a acção rondava os 1,11 euros. Poucos dias passaram e estas mesmas acções foram alvo de uma OPA de Isabel dos Santos, a 10 de Novembro, com a empresária a oferecer 1,217 euros, valor que hoje deve ser aumentado. Há ainda a acrescentar o facto do Morgan estar a assessorar a Altice na proposta de compra dos activos da PT, detidos pela Oi, proposta essa que suscitou a OPA da filha do presidente angolano. Já na última sexta-feira, com as acções da PT nos 1,4 euros graças à OPA, o Morgan vendeu 300 mil acções da PT.

Ver também: Mercado depende da “boa-fé” da banca e dos supervisores. É suficiente?

in: Jornal i, 17 Novembro 2014

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: