Skip to content

Troika. Remunerações entraram em declínio pela primeira vez desde 1998

Trabalhador alemão ganha num mês o que um português consegue em 2,5 meses. Portugueses ganham menos 900€/mês que europeus
.

As remunerações médias pagas em Portugal caíram no ano passado pela primeira vez desde, pelo menos, 1998, primeiro ano de que há dados no Boletim Estatístico do Gabinete de Estratégia e Estudos do Ministério da Economia. Se em Outubro de 2011 os trabalhadores em Portugal auferiam, em média, 971,5 euros brutos de remuneração-base mensal, seis meses depois, em Abril de 2012, este valor tinha caído para 950,4 euros.

O declínio também é notório se analisarmos as remunerações totais médias, incluindo a remuneração-base e suplementos: em Outubro de 2011, um trabalhador levava para casa 1142,6 euros, valor que, em Abril do ano passado, caiu para 1115 euros. Neste indicador, aliás, o país já regressou a valores de 2010, já que as remunerações totais médias de Abril de 2012 eram já inferiores ao valor de Outubro de 2010, quando a média rondava os 1118,5 euros mensais.

O aumento do desemprego e o aumento do trabalho pago pelo mínimo legal (ver ao lado) serão as principais razões a conduzir à primeira queda do salário médio em Portugal. Esta perda de rendimentos é ainda agravada pelo aumento do custo de vida por opção política – aumentos nos transportes e do IVA, por exemplo – e pelas sucessivas rondas de austeridade, cujo efeito não é possível calcular nestes dados do GEE do Ministério da Economia.

Apesar da quebra dos salários, algo continuou constante:_o diferencial de ganhos de homens e mulheres. Estas continuam a ganhar menos 21% que os homens:_as remunerações médias dos homens caíram 2,2% de Outubro de 2011 para Abril de 2012, de 1254 euros para 1226 euros, ao passo que as das mulheres caíram 2,3%, de 989 euros para 966,5 euros.

Português ganha 44% de um alemão Esta semana, a Adecco, empresa de recursos humanos, divulgou um estudo onde compara os salários médios dos 27 países da_União Europeia, com dados de 2010. Nesse ano, diz a Adecco, os portugueses tinham um salário mensal médio de 1078 euros, valor que comparava com os 1936 euros de média na UE27. Individualmente, é de salientar que um alemão ganhava num mês (2421 euros) aquilo que um português ganhava em quase 2,5 meses e que os espanhóis têm direito a mais 600 euros de ordenado que o trabalhador português. Salários inferiores aos portugueses só na Bulgária, Roménia, Lituânia, Letónia, Hungria, Eslováquia, Polónia, Estónia e República Checa.

in: Jornal i, 23 Maio 2013

Anúncios

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: