Saltar para o conteúdo

Fecho de salas. Mais de metade da população portuguesa não pode ir ao cinema

Lusomundo é a única alternativa para ver cinema em 15 concelhos onde vivem 1,6 milhões de portugueses. No país, há 5,6 milhões de pessoas que não têm cinema onde vivem

A oferta de cinema em Portugal está em queda, graças aos sucessivos encerramentos de empresas de exibição cinematográfica, que vão deixando cada vez mais concelhos sem qualquer tipo de acesso à Sétima Arte. Segundo contas do i feitas a partir dos dados recolhidos pelo Instituto de Cinema e do Audiovisual (ICA), são já 5,67 milhões os portugueses que não têm acesso a cinema com uma programação regular no seu concelho de residência, aproximadamente 53,7% dos residentes em Portugal.

Os dados mostram que estes 5,67 milhões de portugueses habitam num dos 269 concelhos que não contam com um cinema de programação diária – 87,3% dos 308 concelhos em que se divide o país. Segundo os dados do ICA, existem 212 concelhos portugueses que não têm qualquer recinto de cinema, aos quais se juntam outros 57 concelhos cuja oferta de cinema se reduz a uma sala sem programação regular – ou seja, com no mínimo uma exibição diária. Sobram assim 39 concelhos (12,7% do total) cujos habitantes ainda podem manter o hábito de ver cinema com alguma regularidade, sendo que nesta pequena fatia do país habita 46% da população, o que justificará a concentração da oferta em número tão reduzido de concelhos.

Os dados do ICA foram divulgados pelo gabinete da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), depois de questionado pelo Bloco de Esquerda sobre os constantes encerramentos de empresas de cinema e também sobre o que o titular da pasta, Jorge Barreto Xavier queria dizer quando, em entrevista ao “Público” no passado dia 8 de Fevereiro, salientou que “há cidades onde o espaço do cinema não acontece”.

O domínio da Zon e a fusão Olhando em detalhe para os 39 concelhos onde ainda existem salas com programação regular de cinema, salta à vista a presença incontestada da Zon Lusomundo em alguns destes municípios. “O número de concelhos apenas com recintos de cinema da Zon Lusomundo é de 15”, salienta mesmo o gabinete do SEC ao longo da resposta ao Bloco de Esquerda.

A empresa do grupo Zon conta no total com cinemas em 21 concelhos, segundo os dados do ICA, o que significa que sofre concorrência apenas em seis municípios: Braga, Cascais, Lisboa, Maia, Oeiras e Vila Nova de Gaia. Estes concelhos totalizam 1,54 milhões de residentes, um valor inferior ao total de habitantes nos 15 concelhos em que a Zon não tem qualquer concorrência – Almada, Aveiro, Coimbra, Figueira da Foz, Funchal, Gondomar, Matosinhos, Montijo, Odivelas, Porto, Paços de Ferreira, Tavira, Torres Vedras, Vila Real e Viseu. Nestas 15 áreas a Zon Lusomundo tem a hipótese de oferecer cinema a 1,65 milhões de portugueses sem que estes tenham qualquer outra alternativa no concelho. Um valor que representa 34% do total de portugueses com acesso a cinema no seu concelho ou, olhando para o total do país, uma fatia de 15,7% da população portuguesa. Segundo as contas de final do ano da empresa, “a quota de mercado da Zon em termos de bilhetes vendidos aumentou para 56,7% no quarto trimestre de 2012”, valor que em 2010 era de 54,9%.

A presença solitária da Zon em grande parte do mercado do cinema em Portugal poderá, a médio prazo, crescer, isto considerando a operação de fusão que a empresa está actualmente a negociar com o grupo Sonae. A união entre os dois grupos irá “criar uma ligação entre a Zon, principal distribuidor e exibidor cinematográfico, e o Grupo Sonae, detentor de uma rede de centros comerciais que acolhem salas de cinema”, conforme salientou a Autoridade da Concorrência, citada pelo i a 8 de Março deste ano. O facto de alguns espaços comerciais controlados pelo grupo Sonae oferecerem espaços de exibição cinematográfica poderá levantar algumas preocupações em termos da concentração com que este mercado se defronta, assim como toda a cadeia de distribuição de cinema, que ficará com uma relação mais próxima entre Zon e Sonae. Os “níveis de concentração existentes em toda a cadeia de distribuição e exibição cinematográfica” são, aliás, um dos pontos que a Concorrência já disse que terá especial atenção na análise do negócio entre Zon e Sonae.

Castello-Lopes As declarações do regulador da concorrência no início de Março surgiram a propósito do encerramento de 49 das 106 salas de cinema da Socorama Castello-Lopes, anunciado no final de Janeiro, que trouxeram um novo cenário para cima da mesa aquando da avaliação pela Autoridade da Concorrência (AdC) ao impacto da fusão entre a Zon e a Optimus em termos concorrenciais. A importância destes encerramentos, que reduziram substancialmente a força da segunda maior exibidora de cinema do país, foi assumida pela própria AdC.

Além do impacto em termos concorrenciais da operação, a AdC vai procurar ainda apurar os “factos relativos ao encerramento das salas”. Segundo foi avançado na altura dos encerramentos, e conforme foi relembrado pela própria AdC, o fecho das 49 salas da Castello- -Lopes foi precipitado pela ausência de um acordo entre a empresa distribuidora e a Sonae Sierra – detido pela Sonae, dona da Sonaecom, que vai fundir-se com a Zon, dona da Lusomundo, a maior empresa no mercado. Esta falta de acordo para a exibição de conteúdos cinematográficos trouxe sérias dificuldades financeiras à Castello-Lopes, que por isso teve de fechar 49 das suas salas.

A Concorrência vai então aproveitar a fusão da Zon com a Optimus para avançar com uma reavaliação aprofundada dos termos em que ficará a concorrência no mercado de exibição cinematográfica em Portugal, tendo em conta não só a fusão mas também os encerramentos recentes.

in: Jornal i, 18 Março 2013

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: