Saltar para o conteúdo

Crise. Meio milhão de desempregados não recebe qualquer subsídio

No final de Setembro, contavam–se em Portugal 496 mil desempregados sem direito a subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego ou subsequentes apoios estatais aos desempregados. Este valor representa um crescimento de 25,3% no total de trabalhadores sem emprego e sem direito a protecção social em apenas um ano. No final de Setembro de 2011, havia 396 mil pessoas nesta situação.

Dados ontem avançados pela Segurança Social, citados pela Lusa, apontam que em Setembro existiam 375 041 beneficiários das prestações de desemprego em Portugal, valor que subiu ligeiramente em Outubro. Estes cerca de 375 mil beneficiários em Setembro, comparam com os 870,9 mil desempregados registados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) também para Setembro, o que mostra assim a existência de 496 mil desempregados sem direito a apoios, 57% do total.

Já em Setembro do ano passado, o desemprego atingia cerca de 689 residentes em Portugal, dos quais 294 mil tinham direito a apoios, segundo a Segurança Social, ficando desta forma 395 mil desempregados fora dos apoios estatais previstos para o desemprego. Assim, e num ano, o total de desempregados sem direito a apoio cresceu em mais de 100 mil casos, qualquer coisa como 8400 pessoas a perderem o subsídio a cada mês que passou – subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento de subsídio social de desemprego.

A zona Norte de Portugal continua a ser a que conta com mais beneficiários de prestações de desemprego (135 mil), com um forte contributo do centro distrital do Porto, onde estavam registados 85 mil beneficiários destas prestações em Outubro.

Beneficiários RSI em queda O número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) continuou a cair em Outubro deste ano, havendo menos 5542 pessoas a receber esta prestação social do que em Setembro, segundo dados oficiais.

As últimas estatísticas do Instituto da Segurança Social mostram que havia 285 mil beneficiários do RSI em Outubro, contra as mais de 290 mil de Setembro. Já em relação ao início do ano, a queda acumulada nesta prestação já chega aos 33 mil beneficiários: no início do ano eram apoiadas 318 mil pessoas pelo RSI.

A maior parte dos beneficiários do Rendimento Social de Inserção continuam a ser os menores de 18 anos, faixa etária que reclama perto de 104 mil destas prestações. Em termos de sexo, há 147,8 mil mulheres apoiadas e 137,2 mil homens. O valor médio da prestação de RSI por beneficiário em Outubro foi de 83,05 euros, enquanto que por família atingia os 212,16 euros, segundo a Segurança Social.

A quebra a que se assiste no RSI ao longo deste ano irá continuar a verificar-se ao longo de 2013, já que esta é uma das prestações sociais que mais sofre com o Orçamento do Estado para o próximo ano, com menos 22% orçamentado em relação à despesa prevista para o corrente ano.

in: Jornal i, 17 Dezembro 2012

Anúncios

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: