Saltar para o conteúdo

Micro crítica: «O Espião Perfeito»

«O Espião Perfeito»

Trailer: «Nascido em Baku em 1895 de pai alemão e mãe russa, Richard Sorge moveu-se num mundo de alianças instáveis e infinitas possibilidades. Membro da geração revoltada e iludida que encontrou crenças novas e radicais nas suas experiências nos campos de batalha da Primeira Guerra Mundial, Sorge tornou-se um comunista fanático — e o espião mais formidável da União Soviética.»


O «espião mais formidável da história» só poderia resultar numa obra igualmente formidável e não apenas pela vida que é relatada, como graças ao notável trabalho que Owen Matthews, escritor, jornalista e historiador investiu na reconstrução e no total enquadramento da história com um dos mais ricos, complexos, decisivos e desafiantes períodos da história contemporânea.

Este é um livro que vai além da mera biografia e que, à medida que vamos aprofundando a leitura, se revela igualmente um importantíssimo testemunho histórico sobre o séc. XX. A história é a de Sorge, mas na história do espião está também parte da história das relações entre potências, do conflito de ideias e ideologias e dos impactos sociológicos da Grande Guerra, da revolução russa e dos nacionalismos. É a história do longo crescendo para a segunda guerra mundial, das incertezas que então se viviam face à posição do Japão, dos «jogos de bastidores» para adivinhar ou antecipar esse mesmo posicionamento – vão investir contra os soviéticos ou no Pacífico? – e, pelo meio, a história de como se condicionou de forma decisiva o rumo da Segunda Guerra Mundial.

Com pai alemão e mãe russa, Sorge foi forjado nas trincheiras da Grande Guerra como muitos dos futuros apoiantes dos nacionais-socialistas, nacionalistas e comunistas que, na Alemanha, fizeram tudo para abater a democracia ao longo dos anos 20. Terá sido provavelmente a única pessoa do mundo a pertencer em simultâneo ao partido Nazi e ao Partido Comunista Soviético e, seguramente, o único a ser fonte das «secretas» de Berlim e Moscovo – sem nunca ter sido agente-duplo e apesar de ter sido abandonado por Moscovo.

Esta é uma biografia onde leríamos à vontade o dobro das páginas. Muito muito recomendado.


Avaliação: 8,5/10

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: