Saltar para o conteúdo

Alexis Tsipras deve convocar eleições esta noite

O primeiro-ministro grego já falou com o presidente e a data mais provável para as eleições é 20 de Setembro. Sondagens dão maioria a Tsipras sem precisar de coligação

Alexis Tsipras deverá anunciar esta noite a data para a realização de eleições antecipadas na Grécia. O primeiro-ministro grego irá em princípio apresentar a demissão e procurar um reforço da legitimidade do seu governo, depois de ter perdido o apoio de muitos deputados do Syriza no último mês.

Assegurado o resgate e o pagamento das dívidas que venciam este mês, o governante grego começou de imediato a tratar do futuro político da Grécia. Nas últimas semanas têm se multiplicado os pedidos para a realização de eleições antecipadas, que cresceram de intensidade depois de na última sexta-feira o apoio a Tsipras ter caído abaixo dos 120 deputados – mínimo para sobreviver a uma moção de censura. Só com o apoio da Nova Democracia é que o resgate acabou por ser aprovado.

O governo de coligação liderado por Alexis Tsipras conta com 162 dos 300 deputados no parlamento grego, tendo perdido o apoio de 40 dos seus deputados na votação da última semana. Eleito em Janeiro com um programa antiausteridade, a viragem política a que Alexis Tsipras foi forçado por imposição dos credores acabou por provocar várias cisões na coligação de governo.

Segundo a TV estatal grega, a “ERT”, Tsipras irá mesmo anunciar a realização de eleições antecipadas esta noite, sendo que a data mais apontada para o acto tem sido a de 20 de Setembro. Esta data coloca as eleições entre a aprovação do resgate e a realização da sua primeira avaliação. Caso Tsipras acabe por decidir avançar com as eleições apenas depois da primeira avaliação, então o acto poderá realizar-se apenas em Novembro.

Nas últimas eleições gregas, em Janeiro deste ano, a coligação da esquerda radical obteve 36,34% dos votos, acima dos 27,81% obtidos pela Nova Democracia e dos 6,28% da Aurora Dourada. Para chegar à maioria, o Syriza contou com os 50 deputados extra reservados para o partido vencedor de eleições legislativas na Grécia e aliou-se aos Gregos Independentes (4,75%). No total, Votaram 6,3 milhões de gregos e registaram-se 3,6 milhões de abstenções.

As últimas sondagens publicadas na Grécia, realizadas no final do mês de Julho, têm apontado para mais de 40% das intenções de voto ao Syriza e pouco mais de 21% à Nova Democracia. Este resultado, e dado os 50 lugares no parlamento atribuídos automaticamente ao vencedor das eleições, garantiria a maioria a Alexis Tsipras sem precisar de procurar uma coligação.

in: ionline, 20 Agosto 2015

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: