Skip to content

Portugal. Preços estão abaixo da média da UE mas salários estão ainda mais

Média de preços praticados em Portugal equivalem a 86% da média da União Europeia mas portugueses ganham apenas 55% da média da UE

O nível médio dos preços praticados na economia portuguesa equivale a 86% dos valores médios praticados nos 28 da União Europeia, o que é o mesmo que dizer que um produto que se compra por 100 euros em média na UE28 em Portugal custa 86 euros.

Os dados sobre os preços no espaço europeu foram ontem revelados pelo Eurostat, mas não devem ser considerados sem olhar para outro dado relevante: quanto é que valem os ganhos dos portugueses face à média da UE? Não mais de 55% – ou seja, um trabalhador que ganhe 1000 euros na UE28 em Portugal ganha 550 euros. Os portugueses têm assim um rendimento 45 pontos abaixo do europeu – 55% vs. 100% – mas pagam preços que estão apenas 14 pontos abaixo – 86% vs. 100%. Ainda assim, a austeridade do governo tem apostado em subidas de preços, por via fiscal, e em cortes de salários, aumentando assim o fosso entre as condições de vida em Portugal e na UE28.

Através dos dados de preços e salários – todos do Eurostat -, nota-se que Portugal é o sexto país europeu com o pior diferencial no cruzamento entre valores para salários e preços médios em relação à UE. Os portugueses ganham 54,6% da média da UE e pagam preços equivalentes a 86% da média, uma diferença de 31,4 pontos face ao equilíbrio teórico – média face à UE equivalente nos salários e nos preços. Pior registo que o português só mesmo os da Roménia (-43 pontos), Lituânia (-36,6), Letónia (-42), Croácia (-32,6) e Estónia (-41). No total, são 15 os países dos 28 que apresentam valores negativos na relação entre o salário e os preços face à média de ambas as rubricas praticadas na UE. O mesmo será dizer que há 15 países na UE28 cujos ganhos das famílias estão aquém dos preços praticados.

Os valores referentes aos rendimentos europeus foram retirados do Eurostat e dizem respeito aos ganhos médios por agregado familiar que, para Portugal, aponta um ganho de 8323 euros anuais por membro do agregado – contra os 15 253 euros de média da UE28. Os valores são do final de 2012, os últimos disponíveis.

Quem ganha mais do que paga? Dinamarca, Alemanha, Áustria ou Holanda são alguns dos 13 países onde a média de preços face à UE28 está abaixo do nível salarial praticado no país. Os dinamarqueses, por exemplo, têm um nível de preços equivalente a 140% da média da UE mas os rendimentos no país equivalem a 174,3% do valor médio que um europeu ganha por ano – diferencial positivo de 34,3 pontos. Segue-se a Suécia, onde os preços são 130% da UE e os rendimentos 161,5%, ou a Alemanha, onde os preços estão quase em linha com a média europeia, 102%, mas os rendimentos estão acima, em 128,4%.

Há ainda um pequeno grupo de países que está próximo do equilíbrio entre o valor dos preços e salários em relação à média da UE. Em Itália, por exemplo, os ganhos equivalem a 105% da média da UE e os preços a 103%. Também na Eslovénia a média salarial (79,5%) está próxima dos preços (83%), contando-se ainda Malta e Irlanda com diferenças inferiores a dez pontos entre as duas rubricas.

in: Jornal i, 20 Junho 2014

Anúncios

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: