Skip to content

Economia portuguesa deve 430% do PIB e só famílias estão a corrigir

A economia portuguesa – Estado, empresas não financeiras e famílias – acumulava uma dívida de 730,6 mil milhões de euros no final do primeiro semestre, o equivalente a mais de quatro vezes (430,9%) o produto interno bruto (PIB), segundo o Boletim Estatístico de Agosto do Banco de Portugal. Deste total, 191,7 mil milhões são devidos ao exterior – mais 19 mil milhões que em Junho de 2011.

Há um ano, a economia portuguesa devia menos 10,6 mil milhões. Neste período, os bancos portugueses restringiram o acesso ao crédito – em Junho de 2011 tinham 51% das dívidas da economia portuguesa e agora 48% –, e o financiamento do Estado ficou quase todo dependente da troika.

Mas a evolução do endividamento do país tem sido bem diferente entre públicos e privados.

Famílias devem menos No último ano, os particulares reduziram a sua dívida em sete mil milhões de euros, muito por culpa das restrições no acesso a crédito. Esta desalavancagem trouxe o endividamento das famílias para o patamar de Junho de 2008: uma dívida de 170 mil milhões, hoje igual a 100% do PIB.

Mas se em Junho de 2008 os particulares eram responsáveis por 28,3% da dívida do país, agora respondem por 23,4%. É que apesar das famílias deverem o mesmo, a dívida total disparou.

Empresas devem 185% do PIB Entre as empresas, e no último ano, a dívida cresceu 1,6 mil milhões de euros, para 309,4 mil milhões, batendo um novo máximo em termos de peso no produto: 182,5%. A dívida das empresas privadas no final do primeiro semestre deste ano é agora responsável por 42,3% da factura total acumulada pela economia portuguesa, quando em Junho do ano passado correspondia a 42,7% do total. Esta descida no peso total, deve-se ao facto da dívida das empresas ter aumentado menos (0,5%) que a dívida da economia portuguesa, que desde o primeiro semestre de 2011 subiu 1,5%.

Sector público deve 148% do PIB No último ano, a dívida do sector público – administrações e todas as empresas públicas – cresceu 6,9%, mais do que anulando a redução a que se assistiu nas famílias no mesmo período.

As entidades públicas acumula agora 250,4 mil milhões de euros em dívidas, mais 16 mil milhões que em Junho de 2011, sendo dona de 34,3% da dívida total da economia portuguesa, quando há um ano detinha 32,5% da mesma. Em Junho de 2008, o sector público era dono de menos de 26% da dívida da economia. Nessa altura, Portugal devia 602,2 mil milhões de euros.

in: Jornal i, 23 Agosto 2012

Anúncios

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: