Saltar para o conteúdo

TAP encaixou mais de 50 milhões com sobretaxa de combustível em 2011

A TAP encaixou mais 50 milhões de euros com sobretaxas de combustíveis no ano passado em comparação com 2010, segundo dados avançados pela Parpública no relatório e contas de 2011. Este salto nas receitas com as sobretaxas leva a que a holding que gere as participações do Estado considere que “estas sobretaxas representam, presentemente, um valor com alguma expressão na receita” da companhia, ainda que “insuficiente para mitigar o efeito da alta de preços” do petróleo.

O crescimento de 50 milhões de euros na receita com as sobretaxas de combustível representa um salto de quanto? E qual o peso destas sobretaxas no total das receitas da companhia aérea?

O i questionou tanto a Parpública como a nestas matérias, mas nenhuma avançou com dados. A Parpública, através de fonte oficial, remeteu quaisquer comentários para a companhia aérea, já que se trata de dados “relativos à actividade da TAP”. Já a transportadora aérea apontou ao i que “não dispõe dos números pretendidos”, depois de questionada sobre valor absoluto das receitas conseguidas com as sobretaxas de combustíveis e o grau de cobertura destas em relação aos gastos com combustíveis. A TAP lembrou na sua resposta que o crescimento da factura de combustível de 2010 para 2011 foi de 194 milhões de euros. Esta subida deveu-se tanto à subida média do preço do jet fuel, que ficou pelos 1015 dólares por tonelada no ano, mas também devido ao aumento da operação da companhia portuguesa de “cerca de 5%” ao longo do ano passado.

As companhias aéreas têm sofrido nos últimos anos com os aumentos do petróleo, que levam a fortes crescimentos na rubrica mais pesada das contas destas empresas: o consumo de combustíveis. Para compensar parcialmente este efeito, as companhias lançaram há alguns anos as sobretaxas relativas a este item, que procuram transmitir parte do ónus do aumento para os passageiros. Mas se estas começaram por acrescentar pouco mais de 5 euros por percurso, hoje já ascendem a mais de 36 euros nos voos domésticos – o que dá 72 euros só em sobretaxas numa viagem de ida e volta aos Açores, por exemplo.

Lufthansa interessada O CEO da Lufthansa admitiu em entrevista ao “Financial Times” que a companhia alemã está afinal atenta à privatização da TAP. A companhia portuguesa, disse, “é uma das maiores companhias aéreas que gerem a porta de entrada para a América Latina e essa é claramente uma boa razão para pelo menos ouvir se os amigos [da TAP] ligarem”. Também a rival IAG, empresa que resultou da fusão entre a Iberia e a British Airways, está interessada na venda da TAP. A companhia portuguesa pertence actualmente à Star Alliance, aliança estratégica de companhias liderada pela Lufthansa.

in: 17 Maio 2012

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

<span>%d</span> bloggers like this: