Saltar para o conteúdo

Empresas públicas. Governo quer cortes de 30% ou mais nas remunerações

As remunerações dos trabalhadores das empresas públicas, especialmente da área dos transportes terrestres, vão ser reduzidas fortemente nos próximos anos. A intenção do governo é baixar o ganho médio nestas empresas de forma a que fiquem em linha com os salários médios praticados na Função Pública que são 30%, 40% ou 70% mais baixos que os valores que os trabalhadores da STCP, Carris ou Metro de Lisboa levam para casa.

Se os funcionários públicos ganham em média perto de 15 mil euros brutos por ano, nas empresas de transporte as remunerações médias rondam entre os 25 mil euros (STCP) e os 54 mil euros anuais (Metro de Lisboa). Agora, e até 2015, os valores vão ser nivelados em baixa: “No horizonte 2011-2015, deverá ser obtida a convergência dos níveis salariais [nas empresas públicas], em remunerações principais e acessórias, com os praticados nas Administrações Públicas”, assume o governo de forma clara nas Grandes Opções do Plano 2011 – 2015. Como nos próximos anos os salários dos funcionários públicos vão ficar congelados, então esta convergência salarial só poderá ocorrer nivelando por baixo. [Ler mais] [Ver em página – parte 1] [Ver em página – parte 2]

in: Jornal i, 17 Outubro 2011

%d bloggers like this: