Saltar para o conteúdo

Banco de Portugal. Economia não vê luz ao fundo do túnel

O preço da austeridade cega.

 

O Banco de Portugal (BdP) reviu ontem em baixa as previsões económicas para Portugal neste e no próximo ano: a recessão chegou e está para ficar, o país vai continuar a perder emprego pelo menos até ao final de 2012 e vem aí um processo intenso de redução salarial.

Estas são as conclusões do mais recente Boletim Estatístico do BdP, ontem publicado. Estas previsões nem sequer consideram novas medidas de austeridade: “Importa sublinhar que a evolução orçamental subjacente ao presente exercício não reflecte todas as medidas necessárias ao cumprimento dos exigentes objectivos orçamentais assumidos pelo Estado para 2011 e 2012.” Ou seja, vai ser ainda pior. “Em 2012, o conjunto de medidas adicionais de carácter permanente, necessárias para alcançar o objectivo assumido pelas autoridades, atinge uma dimensão muito substancial. A adopção dessas medidas implica uma nova contracção significativa da actividade económica, à semelhança do projectado para 2011 […] Deste modo, os resultados, que apontam para uma contracção da actividade económica de 1,4% em 2011, seguida de um crescimento de 0,3% em 2012, estão particularmente condicionados.”

in: Jornal i, 30 Março 2011

 

 

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: