Saltar para o conteúdo

Correcção da balança comercial continua aquém do objectivo

Para uma recessão de 2%, BdP prevê uma melhoria superior a três mil milhões na balança em 2013. Em meio ano, ganho vai em 1386 milhões
.

As últimas previsões do Banco de Portugal, que projectam uma recessão de 2% para a economia este ano, têm como base um salto de 4,7% nas exportações ao longo do ano que, conjugado com uma queda de 1,7% nas importações, levaria a uma melhoria de 3100 milhões de euros na balança comercial. Contudo, e volvidos seis meses, os ganhos estão abaixo do objectivo, com apenas 45% do caminho percorrido em meio ano.

Os dados ontem revelados pelo INE mostram que, entre Janeiro e Junho de 2013, as exportações portuguesas cresceram 698 milhões de euros e as importações caíram 688 milhões, para um ganho global de 1386 milhões de euros no saldo.

Em relação às exportações, as últimas previsões do BdP, de Junho de 2013, apontam para uma subida de 4,7% nas vendas portuguesas ao exterior ao longo deste ano. Porém, nos primeiros seis meses do ano, a subida das exportações está aquém daquela projecção, com uma subida de apenas 3% entre Janeiro e Junho – Portugal vendeu mais 698 milhões no primeiro semestre e uma subida de 4,7% no semestre exigiria um salto a rondar os 1089 milhões.

O crescimento inferior ao previsto nas exportações seria mais grave, não fosse uma queda superior ao previsto nas importações, fruto da queda do consumo em Portugal por culpa do aumento do custo de vida. Entre Janeiro e Junho, Portugal comprou 27,8 mil milhões de euros ao exterior, valor que implica uma quebra de 2,4% nas importações, quando na previsão do BdP para a totalidade de 2013 este indicador iria recuar apenas 1,7%. Portugal gastou assim menos 688 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, face ao mesmo período de 2012. Se admitirmos o cenário do BdP de quebra de 1,7% também para o final do semestre, as importações deveriam ter recuado apenas 490 milhões.

A projecção do banco central para a totalidade do ano implica, como já referido, uma subida de 4,7% nas exportações, ou seja, mais 2126 milhões de euros em relação aos 45 324 milhões de euros de exportações obtidos em 2012. Nos primeiros seis meses do ano, porém, a subida nas exportações ficou-se pelos 698 milhões – 32,8% do objectivo. Do lado das importações, a queda de 1,7% antecipada pelo BdP para a totalidade do ano implicaria uma poupança de 954 milhões de euros nas compras de Portugal ao exterior. Só entre Janeiro e Junho de 2013, Portugal acabou por poupar 688 milhões de euros – 72% do objectivo para as importações.

Conjugando os indicadores da balança, o BdP prevê que Portugal feche 2013 com um ganho de 3080 milhões (2126 milhões vindos das exportações e 954 milhões das importações), tendo registado na primeira metade do ano um ganho de 1386 milhões (698 milhões em exportações e 688 milhões em importações) e estando assim com 45% do objectivo fechado.

in: Jornal i, 10 Agosto 2013

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: