Saltar para o conteúdo

BPP. Tribunal não dá razão à banca. Clientes podem começar a receber

Devagar sem ir a lado nenhum.

Até o dinheiro voltar a entrar nas contas, os clientes do Banco Privado Português (BPP) vão continuar a desconfiar. Porém, e para a associação Privado Clientes, poderá ser desta que a pretensão dos bancos portugueses – impedir que os lesados pelo BPP recebam o dinheiro que lhes é devido – caia por terra.

O BPP entrou em processo de morte lenta no final de 2008, quando o Banco de Portugal ordenou o congelamento das contas da instituição então liderada por João Rendeiro. Desde então contam-se pelos dedos de mais de duas mãos as promessas de uma “solução rápida” vindas do ministério das Finanças, de novas administrações do BPP e mesmo de João Rendeiro.

Agora, a Privado Clientes vê finalmente a luz ao fundo do túnel. A associação que representa alguns clientes do retorno absoluto do BPP, divulgou ontem que o tribunal indeferiu a providência cautelar da Associação Portuguesa de Bancos (APB) contra o Fundo de Garantia de Depósitos (FGD), pelo que pode os pagamentos poderão recomeçar.

in: Jornal i, 25 Setembro 2010

Comentar

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: